Placa Miorrelaxante – uma solução para o bruxismo?

Placa Miorrelaxante – uma solução para o bruxismo?

Placa Miorrelaxante – uma solução para o bruxismo?

Placa Miorrelaxante – uma solução para o bruxismo?

Em nossos posts anteriores, escrevemos que temos dois tipos de contração involuntária na face:

Bruxismo – quando uma ordem vinda do sistema nervoso central faz com que os músculos mastigatórios contraiam. Normalmente ocorre durante o sono e não tem como ser eliminada. Saiba mais aqui.

Parafunção – hábito adquirido, de permanecer contraindo os músculos da face, normalmente apertando ou rangendo os dentes. É mais comum que ocorra enquanto acordado e de forma inconsciente mas, com o devido treinamento, pode ser diminuída significativamente.

Estes dois tipos de contrações musculares podem causar inúmeros danos:

Desgaste da superfície dentária, causando perda de altura da mordida, encurtando os dentes e “envelhecendo” o perfil

placa miorrelaxante5

 

Trincas e até fraturas dos dentes ou das restaurações, muitas vezes levando-os à extração. Saiba mais aqui.

placa miorrelaxante 6

 

Mobilidade dental (dentes “balançam”)

Movimentação dental (dentes deslocam-se patologicamente de um lugar ao outro)

placa miorrelaxante3

 

Perda óssea ao redor dos dentes

placa miorrelaxante4

 

Retração gengival, podendo causar sensibilidade nas raízes expostas

placa miorrelaxante 7

 

Inflamação da polpa do dente, causando sensibilidade generalizada de origem desconhecida

Crescimento ósseo atípico nos ossos da mandíbula (parte inferior) e maxila (parte superior)

placa miorrelaxante 8

 

Cansaço muscular facial

Perda de irrigação sanguínea dentro dos músculos da face, levando à Cefaléia Tensional

Alterações ósseas na cabeça da mandíbula (região da ATM), levando a redução da capacidade de movimentação da articulação (saiba mais aqui).

placa miorrelaxante9

 

Hipertrofia (crescimento em volume) muscular. Saiba mais aqui.

placa miorrelaxante10

 

Como podemos ver, o bruxismo e a parafunção levam a MUITOS problemas.

Para a Parafunção (hábito adquirido), é necessária, além das terapias habituais para controle da potência muscular, orientações de conscientização, percepção e comportamento quanto às atividades da boca ao longo do dia. É a chamada Terapia Cognitivo Comportamental.

Para o Bruxismo, são necessárias ações para controle e redução de potência muscular acompanhadas do uso de Placa Miorrelaxante durante o sono.

Mas o que é uma Placa Miorrelaxante? É um aparelho que utiliza-se ao dormir, para impedir que a contração muscular provoque os danos listados acima, ou ao menos os limite.

Porém, um grande erro que muitos profissionais cometem quando desejam “tratar” o bruxismo, é acreditar que a placa miorrelaxante é a única ferramenta disponível (saiba mais aqui).

Na verdade, a placa miorrelaxante faz parte de um tratamento bem mais amplo. Este tratamento visa criar condições favoráveis para que o paciente tenha menores estímulos de contração muscular involuntária, visa controlar a potência muscular e impedir que a contração que continua a ocorrer venha a causar danos nas estruturas bucais.

Além disto, a placa miorrelaxante não é mio (músculo) relaxante. O termo mais adequado para a placa miorreaxante hoje é Placa Estabilizadora. Também é chamada de Placa Plana. Isto porque já se provou cientificamente que ela não tem a capacidade de promover relaxamento muscular. Os estudos demonstram que nos primeiros dias ela ainda gera uma desprogramação muscular, reduzindo a potência muscular. Mas ao longo dos dias esta musculatura se “acostuma” com este novo volume dentro da boca, e aí a musculatura volta a contrair normalmente.

Porém, para que a placa miorrelaxante tenha efeitos adequados, ela necessita de um ajuste extremamente criterioso. Este ajuste envolve a posição dentária quando mordemos, quando rangemos os dentes para os lados e para frente e quando nossa musculatura mastigatória está em repouso.

Além disto, outros itens importantes precisam ser levados em consideração:

Será que o paciente já teve o bruxismo no passado e agora não precisa mais de placa miorrelaxante?

Será que posso usar a placa miorrelaxante enquanto estou acordado, e não apenas ao dormir?

Qual placa miorrelaxante é mais adequada: de silicone ou de acrílico?

Onde é melhor usar a placa miorrelaxante: nos dentes de cima, nos de baixo ou em ambos?

Preciso usar a placa miorrelaxante para o resto da vida?

A placa miorrelaxante pode melhorar o ronco?

 

Podemos notar que o tema da placa miorrelaxante é bastante extenso e que seria muito longo abordarmos ele por completo.

Porém, a mensagem mais importante que gostaríamos de deixar neste post é: placa miorrelaxante não é tratamento para bruxismo! Isto é, placa miorrelaxante não tira dor de cabeça de cefaléia tensional, não reduz potência muscular, não diminui volume da face nos casos de hipertrofia. Placa miorrelaxante é apenas um aparelho que se interpõe entre os dentes para minimizar os danos causados pelo excesso de contração muscular.

Para que ela seja eficaz, é necessário uma abordagem muito mais ampla, onde as causas e consequências possam ser identificadas e controladas.

Encontramos, em nossa clínica, muitos pacientes que perderam as esperanças de terem suas dores resolvidas pois passaram em vários profissionais e todos estes ofereceram a placa miorrelaxante como a única solução de seus problemas.

Um bom resumo sobre o que é o bruxismo pode ser visto aqui.

 

Você pode gostar também

Mialgia

Mialgia – o que se sabe até o momento

Mialgia - o que se sabe até o momento A mialgia (do sistema mastigatório) é...

TENS para controle de dor orofacial e cefaléias

TENS para controle de dor orofacial e cefaléias. Como vimos em posts anteriores, as dores...

O BRUXISMO NOTURNO E SUA RELAÇÃO COM A POSIÇÃO DE DORMIR

Na área médica, mais especificamente na ortopedia, a posição ideal para dormir é é decúbito...

Um Comentário

  1. Silvana Bessa Ferreira Pereira

    Muito esclarecedor!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*